Dia Mundial da Tuberculose

Campanha visa conscientizar população para combate e prevenção da doença
 
tube
 
 
 
Dia 24 de março é o Dia Mundial da Tuberculose. Esta data foi escolhida pela OMS por corresponder à descoberta, por Robert Koch, do bacilo causador da doença, em 1882.
A tuberculose é uma doença infecciosa e transmissível que afeta prioritariamente os pulmões, embora possa acometer outros órgãos e/ou sistemas.
Apesar de ser uma das enfermidades mais antigas do mundo, não é uma doença do passado, como muitos imaginam. A Tuberculose foi decretada como estado de emergência global pela Organização Mundial de Saúde como enfermidade reemergente desde 1993. Segundo estimativas da OMS, 2 bilhões de pessoas, o que corresponde a um terço da população mundial, está infectada pelo Mycobacterium tuberculosis. Destes, 9 milhões desenvolverão a doença e 2 milhões morrerão a cada ano.
O Dia Mundial de Combate à Tuberculose – 24 de Março não é uma data para comemoração, mas uma ocasião de mobilização que busca envolver todas as esferas de governo e setores da sociedade civil na luta contra a TB.
O Brasil é o 18º lugar entre os países com o maior número de casos de TB em todo o mundo, daí a importância de abordar o tema com a população, alertando para os sintomas da doença – já que que cerca de 20% dos doentes não são diagnosticados, e muitos casos somente são descobertos após a internação ou óbito.

Transmissão:

A transmissão ocorre durante a fala, espirro ou tosse das pessoas com tuberculose, que lançam no ar partículas que contêm bacilos.
Calcula-se que, durante um ano, numa comunidade, um indivíduo que tenha baciloscopia positiva e que não esteja em tratamento, possa infectar, em média, de 10 a 15 pessoas.
Má alimentação, falta de higiene, tabagismo, alcoolismo, uso de drogas ilícitas ou qualquer outro fator que provoque baixa resistência orgânica, também favorece o estabelecimento da doença.
 
Sintomas:

O principal sintoma da tuberculose é a tosse na forma seca ou produtiva. Por isso, recomenda-se que toda pessoa com tosse por três semanas ou mais, seja investigada para Tuberculose. Há outros sinais e sintomas que podem estar presentes, como:

- febre vespertina;
- sudorese noturna;
- emagrecimento;
- cansaço/fadiga.


Tratamento:

O tratamento, gratuito e disponibilizado no SUS, é feito com medicamentos e dura, no mínimo, seis meses. É importante seguir o tratamento até o final, ainda que os sintomas apareçam logo de início.

Prevenção e controle:

A principal maneira de prevenir a tuberculose é com a vacina BCG, disponível gratuitamente no SUS. Essa vacina deve ser dada às crianças ao nascer, ou, no máximo, até 04 anos, 11 meses e 29 dias de idade e protege contra as formas mais graves da doença, como a tuberculose miliar e a meníngea.
Caso apresente algum dos sintomas citados, procure a Unidade Básica de Saúde mais próxima para um diagnóstico assertivo.

 

Fontes:

Ministério da Saúde
Organização Mundial da Saúde
Organização Pan Americana de Saúde