Uma conversa em prol da saúde mental

UBS Vila Prudente realiza roda de conversa
 
 
 
su
Roda de conversa realizada em parte externa da unidade e com todos os profissionais de máscara
 
 
 
Insegurança, incerteza, ansiedade e medo são sensações comuns a todos, mas em tempos de pandemia é natural que tais sentimentos se agravem, prejudicando a saúde mental e a qualidade de vida da população em geral.

Pensando na saúde mental dos profissionais, a Unidade Básica de Saúde Vila Prudente, em São Paulo, promoveu uma roda de conversa. Os encontros – realizados em diversas turmas para que a equipe se revezasse no atendimento à população – foram conduzidos pela Psicóloga do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), Danielle Davanço.

“Nessa experiência os participantes conseguiram expressar e refletir sobre suas angústias, dificuldades do dia a dia e as novas exigências e modificações de rotina devido à pandemia.  Trouxeram também suas expectativas em relação à vacinação da COVID-19 e compartilharam experiências e saberes sobre os cuidados que praticam para cuidarem da saúde mental”, declara Danielle.  

A iniciativa de realizar as rodas de conversa se deu por conta do cenário atual que a sociedade vive, e que tem impactado fortemente os profissionais da saúde, que lidam diariamente com o combate ao Coronavírus.

“Pensando no momento atual e tudo o que vivemos desde o início da Pandemia, percebi a necessidade de proporcionar um momento, para os colaboradores, de acolhimento e escuta. Todos colocaram sua emoções e angústias, percebendo que todos os envolvidos compartilham do mesmo sentimento, levando assim, melhor compreensão do trabalho em equipe e a importância de cada um”, pontua Fernanda Cordeiro, Enfermeira.

Ao final dos encontros, foram entregues folhetos com orientações e dicas práticas de atitudes voltadas para a promoção da saúde mental.

“Foi um espaço de troca e de experiência necessária para todos nós colaboradores, em especial pelo momento de incertezas e novos hábitos que estamos vivenciando. Identificamos que estamos sentindo a mesma angústia e anseios e, ao compartilhar isto na roda de conversa, conseguimos nos solidarizar uns com os outros”, observa Letícia Vitorino, Assistente Social.

O objetivo é que os encontros ocorram a cada dois meses, a fim de proporcionar um espaço contínuo de apoio e acolhimento aos profissionais.

Segundo a Psicóloga Danielle, nesse momento de isolamento social, é necessário se reinventar, resgatar ou descobrir novos hobbies, novas paixões e novas atividades que tragam contentamento e satisfação e que sejam praticáveis com as restrições da nossa conjuntura atual. “O Janeiro Branco (movimento voltado para a promoção da saúde mental) é criado para a conscientização de que é possível prevenir o adoecimento psíquico, isso se faz com a criação de condições individuais, coletivas e sociais que promovam, protejam e fortaleçam a Saúde Mental”, finaliza.  

A UBS Vila Prudente é uma Unidade da Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo gerenciada em parceria com a SPDM/PAIS, organização social de saúde