Qualidade no atendimento

Complexo Hospitalar Irmã Dulce participa de capacitação
 
 
g
 
Capacitação sobre Qualidade no Atendimento
 
 
A primeira impressão é a que fica. Partindo desse ditado, o primeiro contato de um usuário com uma unidade de saúde é de suma importância, pois refletirá no modo com que o paciente enxerga o serviço e a equipe que o atendeu.

Em Praia Grande (SP), os profissionais das recepções do Complexo irmã Dulce, composto de Hospital, UPA e Centro de Nefrologia, passaram por uma capacitação de qualidade no atendimento.

O treinamento, que contou com três turmas para garantir melhor distribuição dos participantes devido ao distanciamento que a pandemia de COVID-19 exige, contou com dois temas principais: princípios do Sistema Único de Saúde e comunicação não violenta.

“Observamos diariamente a equipe administrativa diante de situações adversas e complexas e também usuários exigentes em alguns momentos, e em outros necessitando de acolhimento e orientações. Diante deste contexto, tomamos a iniciativa de implantar o treinamento no Hospital, como o objetivo de incentivar o protagonismo dos profissionais na tomada de decisão, direcionamento de fluxos, melhorar a habilidade na comunicação e desenvolvimento do trabalho em equipe”, afirma Fernando Gonçalves, Gerente Administrativo.

Ao falar sobre o SUS, a Preceptora Melissa Messias destacou os princípios: universalidade (o SUS é para todos, inclusive para quem não é nascido no Brasil), equidade (diferente de igualdade, a equidade se trata de oferecer mais para quem mais precisa) e integralidade (integração entre a rede de serviços do SUS, considerando todas os níveis de atenção à saúde). 
 
 
 
gd
 
Preceptora Melissa Messias aborda os princípios do SUS
 
 
Para contextualizar ainda mais os profissionais presentes, foi exibido um vídeo que conta a história do SUS e realizada uma atividade prática na qual os participantes deveriam lembrar de situações que já vivenciaram e identificar a qual dos três princípios do Sistema Único de Saúde apresentados elas se relacionavam.

A segunda parte da capacitação teve como tema a comunicação não violenta, conceito desenvolvido pelo psicólogo Marshall Rosenberg e que seria capaz de estimular a compaixão e a empatia através de quatro componentes: observação, sentimento, necessidade e pedido*.

“O curso de qualidade do atendimento nos trouxe conhecimento profissional e pessoal, podendo ser aplicado durante a minha jornada de trabalho. Veio agregar disciplina, qualidade no atendimento ao cliente e mais comprometimento e troca de experiências”, declara Margareth de Souza, Auxiliar Administrativa.

O Complexo Hospitalar Irmã Dulce é um serviço da Secretaria Municipal de Saúde de Praia Grande gerenciado em parceria com a SPDM/PAIS, Organização Social de Saúde.