Dia de Beleza

Residência Terapêutica Pirituba-Jaraguá I promove evento de valorização da autoestima

 

 

As moradoras da Residência Terapêutica I Pirituba-Jaraguá, em São Paulo, foram presenteadas pela equipe com um dia de tratamentos de beleza em domicílio. Isso porque, por conta do isolamento social implementado para evitar a disseminação do Coronavírus, as usuárias se viram impedidas de ir ao salão de cabeleireiros.

Essas idas ao salão, entre outras atividades cotidianas, são incentivadas pela equipe do SRT e do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) de referência como uma das formas de desenvolver a autonomia e certo grau de independência, além da valorização da autoimagem, promoção do autocuidado e elevação da autoestima.

Para proporcionar esses benefícios mesmo em meio à pandemia, os Cuidadores da Residência se mobilizaram para oferecer corte e pintura de cabelo, escova e penteados, e serviços de manicure e pedicure – tudo sem que as usuárias precisassem sair de casa.

“A ação foi planejada com o objetivo de proporcionar às moradoras um momento especial no cotidiano de confinamento, pois apesar de fazer parte do trabalho do Cuidador o apoio ao asseio das moradoras, os profissionais sentiram que elas precisavam de um momento de cuidado mais divertido em meio às rotinas domésticas de combate contra o COVID-19. Os colegas envolvidos na ação reconheceram a importância da iniciativa, e rapidamente se organizaram, tornando o dia das meninas especial e mais feliz”, declara Maria Elisa, Coordenadora da Residência Terapêutica I Pirituba/Jaraguá.

Após as sessões de beleza, as usuárias fizeram questão de registrar o resultado por meio de fotografias com o “antes” e “depois”.



O Serviço

O Serviço Residencial Terapêutico (SRT) é voltado para pessoas com transtornos mentais graves e permanentes e que, por sua condição de saúde, passaram por muitos anos internadas em hospitais psiquiátricos. Com a reforma psiquiátrica e a extinção deste tipo de instituição, esses usuários passaram a morar em Residências Terapêuticas do Sistema Único de Saúde (SUS).

Separados conforme o gênero (existem residências masculinas e femininas), os moradores são acompanhados 24 horas por Cuidadores, que orientam e incentivam os usuários na realização das atividades domésticas comuns a qualquer família: limpeza e arrumação da casa, alimentação, compras de supermercado, higiene pessoal, etc.

Quanto ao tratamento dos transtornos, é feito pelo Centro de Atenção Psicossocial de referência, que elabora um Plano Terapêutico Singular para cada paciente. Este Plano pode conter atendimentos individuais, terapia em grupo e a participação em oficinas de música, culinária e artesanato, entre outras atividades.

A Residência Terapêutica I Pirituba- Jaraguá é uma unidade da Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo gerenciadas em parceria com a SPDM/PAIS, organização social de saúde.