Combatendo o sedentarismo

NASF Vila Ema conduz atividades físicas em condomínio da região

 

alonga

 Sessão de alongamento em condomínio
 
 
A implantação do isolamento social como medida de combate à pandemia de COVID-19 que o Brasil e o mundo enfrentam, dificultou a prática de atividades físicas, o que geralmente era feito em locais específicos, como academias ou até ao ar livre.

Deixar de exercitar o corpo regularmente pode causar prejuízos à saúde, como obesidade, aumento do colesterol e da pressão arterial, diabetes, distúrbios do sono e problemas cardiovasculares. Daí a importância de incentivar a população a não adotar o sedentarismo durante a quarentena.

A Fisioterapeuta e o Educador Físico do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) da Unidade Básica de Saúde (UBS) Vila Ema se mobilizaram para conduzir, em um condomínio da região, uma série de exercícios de alongamento, fortalecimento da musculatura e ritmos. A ação foi combinada previamente com o síndico e divulgada aos moradores com antecedência.

No dia marcado, os profissionais conduziram as atividades do térreo, e os moradores acompanharam de suas sacadas. Estando em casa você pode escolher os exercícios que melhor se adequam a você, obtendo o resultado que deseja, podendo ser exercícios funcionais, aeróbios e musculares. Podemos usar vários recursos de materiais: garrafa pet, elástico, toalha, cadeira, peso corporal, que talvez seja o mais importante para não causar lesão osteomuscular.

“Acredito que os exercícios em casa trazem os mesmos benefícios que uma academia, como prevenção (de doenças) e promoção à saúde, ganho de massa muscular, condicionamento físico e perda de peso - lembrando a necessidade de ter orientação de um profissional qualificado”, observa Ewerton Marcos, Educador Físico do NASF Vila Ema.

Os exercícios foram reproduzidos em frente a todos os blocos do condomínio, e tiveram duração de cerca de uma hora no total, e vinte minutos em cada bloco.

“É importante realizar atividade física não só para a manutenção da saúde, mas também para a melhora da postura, melhora do sono, aumento da disposição, alívio do estresse, aumento da imunidade, ganho de equilíbrio e coordenação motora visando a melhora da qualidade de vida. É recomendado fazer atividade física no mínimo três vezes por semana com duração de 30 a 40 minutos. Lembre se, o mais importante é encontrar uma atividade que goste de fazer e tornar isso um hábito de vida!”, ressalta Caroline Calió, Fisioterapeuta do NASF Vila Ema.

O NASF da UBS Vila EMA é um programa da Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo gerenciado em parceria com a SPDM/PAIS, organização social de saúde.