Não sabia da gravidez

Gestante dá à luz na UPA Zona Noroeste
 
 
nenemsantos
 
Pediatra Danilo Souza segura a pequena Luiza Helena
 
O dia estava agitado na UPA Zona Noroeste, em Santos – SP, como de costume, até que uma Ambulância do SAMU chega com uma paciente reclamando de fortes dores, segundo ela, sentidas durante os últimos três dias. A equipe acolheu a usuária e seguiu com os procedimentos para descobrir o que estava causando tamanha dor.

Após exames iniciais e avaliação do quadro, a surpresa: as dores anunciavam a chegada de uma nova vida – a paciente estava para dar à luz, mas não sabia, até então, da gestação.

Descoberto o motivo da queixa, e percebendo que o trabalho de parto estava avançado e que, portanto, não daria tempo de transferir a gestante para a maternidade de referência, a equipe se mobilizou para trazer aquela nova vida ao mundo.
 
bebesantosupa
 
Equipe responsável pelo parto de Luiza Helena
 
Mas, durante o processo, um momento de tensão: a criança nasceu em estado grave e os profissionais tiveram de ser ágeis para reanimá-la. “Nasceu sem movimento respiratório, coloração azulada...Estimulei o dorso, nós secamos a criança, aquecemos, ofertamos oxigênio, cortamos o cordão umbilical, e mesmo assim não resolveu. Iniciamos as manobras de ressuscitação cardíaca e ventilação por pressão positiva – manobra incomum no universo das emergências que a gente pensa para adultos. (Durou)uma eternidade... Passaram cinco minutos, a criança inicia, pela primeira vez na vida, os movimentos respiratórios. Apresentou pulso, tranquilizou toda a equipe. Ela começou a fazer aqueles barulhinhos de criancinha, na sala de emergência, e foi a coisa mais maravilhosa que a gente pôde vivenciar ali”, relembra o Enfermeiro Washington Miranda da Cruz.

Após o susto, em trinta minutos, a pequena estava nos braços de sua - surpresa - mãe, Roberta de Fátima. E toda a preocupação com uma intensa dor que não passava, havia se transformado em alegria e em uma nova família.

Segundo a Gerente da UPA ZNO, Vanessa Vargas, a Unidade possui um Núcleo de Educação Permanente bastante ativo, que realiza diversos treinamentos para qualificar constantemente o atendimento da equipe.

“No mês de fevereiro, o Coordenador de Enfermagem Luiz Carlos dos Santos, juntamente com o Enfermeiro Washington Miranda da Cruz, ministrou um treinamento para a equipe de Enfermagem e equipe Médica sobre Parto de Emergência e Ressuscitação Neonatal. Portanto, a equipe estava preparada para conduzir toda esta assistência à paciente”, relata Vanessa.

O nome da pequena foi definido às pressas: Luiza Helena. Luiza, em homenagem à avó materna, chamada Maria Luiza; e Helena foi escolhido pelas tias e pelas primas de Roberta, pessoas muitos importantes em sua vida, segundo ela.

Após o parto, mãe e filha puderam, enfim, ser transferidas para a maternidade de referência e passam bem.

“Nesta mesma data, mais cedo, pude presenciar a tristeza no olhar da equipe com a perda de uma vida (uma criança de 2 anos). Médicos, Enfermeiros e Técnicos com os olhos cheios de lágrimas, com uma sensação de derrota. Apesar de muitos não entenderem, nós sentimos a cada perda, a cada vida que se vai. E no meio de vários tipos de emoções, ter o privilégio de ‘trazer’ uma vida ao mundo...Não tem palavra que explique este sentimento maravilhoso. Posso dizer que este nascimento, trouxe uma luz de esperança.  Meus agradecimentos à Dra. Juliana Anunciato (responsável pelo parto) e a toda a equipe que prestou este atendimento”, finaliza Vargas.

A UPA Zona Noroeste é uma Unidade da Secretaria Municipal de Saúde de Santos gerenciada em parceria com a SPDM/PAIS, organização social de saúde.