De casa limpa

PAVS da UBS Pari apoia usuário com transtorno de acumulação
 
 
casa
 
Imagem extraída da internet. Todos os direitos reservados ao seu criador
 
 
O Programa Ambientes Verdes e Saudáveis (PAVS) da Unidade Básica de Saúde Pari, em São Paulo, teve participação importante no processo de desacumulação de itens de um idoso atendido pela UBS.

Em parceria com a Prefeitura de São Paulo, uma equipe composta de Agente de Promoção Ambiental (APA), Agente Comunitária de Saúde (ACS) e Psicólogo apoiou o usuário que, por sofrer de transtorno de acumulação, há doze anos vinha guardando resíduos e itens sem utilidade.

Acumulação compulsiva (ou disposofobia) é definida pelo pesquisador David Tolin, da Escola de Medicina da Universidade de Yale, como “a aquisição excessiva e a incapacidade de descartar objetos, resultando em uma desordem debilitante”. Essa condição tende a gerar situações bastante estressantes, tanto para quem tem o transtorno, quanto para quem convive com essa pessoa, além de beneficiar o surgimento ou o agravo de doenças, por conta do lixo (ou até animais) acumulado. 
 
antesdepo
 
Antes e depois 
 
Foi realizado o acompanhamento do caso através de visitas domiciliares, até chegar ao dia da limpeza e retirada dos objetos do quarto e cozinha, que eram utilizados como depósito – o que resultou em quatro caminhões cheios.

Segundo a Gestora Ambiental do PAVS, Giseli Pedro, o processo de desacumulação foi feito de forma respeitosa, garantindo o bem-estar do usuário. “Ele reagiu tranquilamente durante a ação e foi acompanhado o tempo todo pelo seu Psicólogo e por toda a nossa Equipe de Saúde da Família, que deu apoio ao paciente durante o tempo todo”, afirmou.

A UBS Pari é uma Unidade da Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo gerenciada em parceria com a SPDM/PAIS, organização social de saúde