Noite D contra o Sarampo

Unidades de Pirituba vão a escolas para alcançar alunos do período noturno
 
 
vacinanoited
 
Noite D aconteceu em escolas públicas de Pirituba
 
 
Vinte e duas Unidades Básicas de Saúde da região de Pirituba fizeram uma força-tarefa para imunizar estudantes de 33 instituições públicas de ensino da região. Equipes compostas de profissionais da Enfermagem e de Agentes Comunitários de Saúde realizaram, nas próprias escolas, no período noturno, o cadastro e a vacinação dos adolescentes, para prevenção do sarampo, rubéola e caxumba.    

O objetivo da iniciativa foi alcançar o público prioritário, que são os jovens e adultos entre 15 e 29 anos que não tomaram as duas doses necessárias para a imunização contra o sarampo, doença cujos casos têm crescido em diversas cidades do Brasil.

Segundo a Enfermeira Maria Aparecida Faustino, da Unidade de Vigilância em Saúde de Pirituba, parceira da ação, somente 26 % do público com a idade citada havia tomado a vacina. “Portanto, a gente ampliou (a campanha) para a noite”, esclareceu. 
 
 
niteD2          noite D4
 
 Adolescentes faziam fila para vacinação
 
 
 Realizada durante duas noites, a ação contabilizou em 2.390 pessoas entre 15 e 29 anos vacinadas.

O Supervisor Dr.  Wagner Fracini, da Supervisão Técnica de Saúde Pirituba, STS responsável pela Noite D, acompanhou a força-tarefa e, na primeira noite, esteve presente na UBS Vila Pirituba e fez questão de agradecer à SPDM pela atuação da Instituição na campanha.

“Eu quero deixar aqui meus agradecimentos à SPDM pela parceria constante, pelo apoio permanente. Lembrando que essas ações são possíveis somente pelo fato de termos esse apoio integral. Mais de 98% dos profissionais que estão fazendo essa ação são da SPDM. Nossos agradecimentos por essa exitosa parceria”, declarou Dr. Wagner. 
 
 
noite D eqiupe
 
Equipe da UBS Vila Pirituba e da UVIS com Dr. Wagner
 
 
“Poder estar com esses alunos, com esses adolescentes, é tudo o que a Unidade quer: a escola e a saúde numa grande parceria”, afirmou Guiomar Amorim, Gerente da UBS Vila Pirituba.

Às pessoas que ainda não se vacinaram contra o sarampo, fica o apelo de se dirigirem à Unidade Básica de Saúde mais próxima para que sejam imunizadas. O sarampo pode matar.  

As Unidades Básicas de Saúde que realizaram a Noite D em Pirituba são serviços da Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo gerenciadas em parceria com a SPDM/PAIS, organização social de saúde