Educação e meio-ambiente

AMA/UBS São Vicente de Paula monitora descarte de resíduos
 
 
ubssvicente
 
Profissional avalia descartes realizados pela equipe
 
 
Por conta das especificidades do serviço, o descarte de resíduos em unidades de saúde deve ser feito de forma adequada, respeitando protocolos e normas que visam à prevenção de acidentes envolvendo materiais biológicos , químicos e perfuro-cortantes. O combate a criadouros do mosquito Aedes aegypti (transmissor da dengue e de outras doenças) é outro benefício gerado pelo gerenciamento correto dos materiais a serem descartados. 
 
Na AMA/UBS integrada São Vicente de Paula, incluindo o Programa Acompanhante de Idosos (PAI) e a Unidade de Referência à Saúde do Idoso (URSI), as Comissões de Dengue e de Sustentabilidade se uniram para monitorar semanalmente como a equipe tem realizado o descarte.

"É um momento que utilizamos para realizar educação continuada, estimular a responsabilidade e preocupação com a preservação do meio ambiente", pontua Fernanda Varteresian Parisi, Enfermeira.

 

dengue

Profissionais interferem em possível criadouro do mosquito transmissor da dengue

 

Durante o monitoramento, quando necessário, orientações são passadas ou reforçadas aos profissionais, com o objetivo de ajuda-los a memorizar as instruções e a adotá-las no dia a dia da Unidade.

Segundo a Auxiliar de Enfermagem Cassilene de Jesus Nascimento, os resultados da iniciativa têm sido visíveis: "É uma ação muito importante, percebo que melhorou o descarte de resíduos, todas as unidades deveriam fazer”, sugere.

"Através dessas ações podemos identificar onde estão ocorrendo falhas e corrigir", complementa Valtercia da Silva Santos, Auxiliar de Enfermagem.

A AMA/UBS, o PAI e a URSI São Vicente de Paula são serviços da Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo gerenciados em parceria com a SPDM/PAIS, organização social de saúde.