Saúde na Escola

PAVS UBS Fazenda da Juta II envolve estudantes em Projeto de revitalização de córrego


Saúde na Escola JutaII
 
Alunos e profissionais participam do plantio de mudas na margem do Córrego Oratório
 
O Projeto “Saúde na Escola” foi iniciado em março de 2018, numa parceria entre o Programa Ambientes Verdes e Saudáveis (PAVS), a UBS Fazenda da Juta II, a EMEF Fazenda da Juta, o SOS Mata Atlântica – Projeto Observando os Rios, e a Diretoria de Gestão Descentralizada – Secretaria do Verde e Meio Ambiente. O objetivo foi melhorar a qualidade da água do Córrego Oratório a partir da revitalização da área das margens, por meio do plantio de árvores e outras ações.

Envolver os alunos da EMEF foi uma estratégia para aliar educação, saúde e meio-ambiente, e engajar os responsáveis pelo futuro do País no que diz respeito à preservação da natureza, manutenção da saúde e prevenção de doenças.
 
 
 
 
Saúde na Escola JutaII v5               
Apresentação do Teatro: Que Bicho Te Mordeu?                   Atividade de sensibilização sobre resíduos comuns
 
Desde o início do Projeto, os estudantes participaram de uma extensa programação de aditividades de conscientização e sensibilização, como:

• Abordagens dos temas Resíduos e Aedes aegypti feitas pelo Agente de Promoção Ambiental (APA) Valdo Monteiro, visando contextualizar a relação do descarte correto de resíduos com os impactos causados ao meio ambiente e à saúde da população;

• Palestra realizada por Gustavo Veronesi da SOS Mata Atlântica, um dos coordenadores do Projeto “Observando os Rios”, sobre a importância das árvores e do bioma Mata Atlântica para a conservação e manutenção dos recursos hídricos;

• Aplicação de atividade ludo-pedagógica sobre a função das Matas Ciliares para a conservação dos cursos d´água para os alunos dos 6ºs e 7º anos, realizada pela Gestora Local do PAVS, Naysla Pimentel, com o apoio dos APAs Incalo Junio (UBS Mascarenhas de Moraes) e Alexandra Almeida (UBS Jd. dos Eucaliptos);

• Elaboração participativa do Diagnóstico Socioambiental, por meio da metodologia de reconhecimento do território: Biomapa, por meio do qual alunos dos 6ºs 7ºs, 8ºs e 9ºs anos e professores identificaram vulnerabilidades e potencialidades do bairro;
 
Saúde na Escola JutaII v4
 
Primeiro Grupo de Monitoramento da Qualidade da Água com os alunos e Professores da EMEF Fazenda da Juta
 
 
• Apresentação do Teatro: Que Bicho te Mordeu? para os alunos do Ensino Fundamental 1 da EMEF Fazenda da Juta, peça escrita e apresentada pela equipe amarela da UBS Fazenda da Juta II (Enfermeira Kátia; os Agentes Comunitários: Ana Paula da Silva, Maik Servidoni, Manoela de Jesus, Fabiana da Silva, Rosimery Barbosa, Simone Martinez e Telma Veras) e pelo Agente de Promoção Ambiental Valdo Monteiro. A encenação evidenciou a relação saúde-doença que um ambiente contaminado por bactérias pode causar, bem como a importância da higienização das mãos e dos alimentos, tendo em vista grande incidência de verminoses nas crianças da região do córrego;
• Monitoramento da qualidade da água do Córrego Oratório por 06 meses consecutivos, realizado pelo grupo de monitoramento formado por integrantes do PAVS e da Estratégia Saúde da Família da UBS Fazenda da Juta II, alunos, professores e coordenação pedagógica da EMEF Fazenda da Juta. Essa atividade foi apoiada pelo Projeto “Observando os Rios” da SOS Mata Atlântica, que doou kits para avaliação de alguns parâmetros de qualidade de água como: PH (Potencial Hidrogeniônico), Fosfatos, Nitratos, Turbidez entre outros. Essa análise permite o planejamento de ações prioritárias para melhoria da qualidade da água.

• Plantio de 109 mudas de árvores, em parceria com a Diretoria de Gestão Descentralizada – Leste 2 da Secretaria de Verde e Meio Ambiente, visando a recomposição da mata ciliar do Córrego. Participaram do mutirão os alunos dos 6º, 7º ,8º e 9º anos da EMEF Fazenda da Juta e estudantes dos cursos profissionalizantes da Associação Fazenda da Juta.

A UBS Fazenda da Juta II é uma unidade da Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo gerenciada em parceria com a SPDM/PAIS, organização social de saúde.


Texto de Naysla Pimentel da Silva, Gestora Ambiental