AMA H Waldomiro de Paula contra o suicídio

Unidade promove palestras sobre o tema
 
 
ama waldpo
 
Assistentes Sociais Andréia Correia de Morais e Débora da Silva Rodella   alertam usuários sobre suicídio
 
 
Os usuários que aguardavam atendimento na AMA Hospitalar Dr. Waldomiro de Paulapuderam saber um pouco mais sobre o suicídio por meio de palestras realizadas na sala de espera. Na ocasião, as Assistentes Sociais Andréia Correia de Morais e Débora da Silva Rodella falaram sobre o fato de que é possível, em muitos casos, prevenir que alguém tire a própria vida.

Para isso, é importante saber reconhecer os sinais emitidos por quem pensa em suicidar-se. Frases como “Eu preferia estar morto”, “Eu não posso fazer nada”, “Eu não aguento mais”, “Eu sou um perdedor e um peso para os outros”, “Os outros vão ser mais felizes sem mim” são exemplos do que não pode ser ignorado. 
 
 
ama walo2
 
 Painel com frases motivacionais
 
 
Além disso, segundo o Ministério da Saúde, outros sinais que devem ser observados são: aparecimento ou agravamento de problemas de conduta ou de manifestações verbais durante pelo menos duas semanas; preocupação com a própria morte ou falta de esperança; expressão de ideias ou de intenções suicidas; e isolamento.

Os serviços que oferecem tratamento gratuito para suicidas em potencial também esteve em pauta durante as palestras realizadas na AMA. Os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) e o Centro de Valorização da Vida (CVV), que inclusive possui um número de telefone para quem quer buscar ajuda (188), foram os exemplos citados. 
 
waldo3
 
 Equipe adere à campanha contra o suicídio
 
 
Para complementar a ação, a equipe montou um painel com frases motivacionais e os profissionais receberam laços amarelos – símbolo da campanha contra o suicídio. .

Cerca de 100 pessoas foram alcançadas pela ação, e o intuito é que estas repassem as informações recebidas adiante, promovendo a conscientização e preservação de vidas.

A AMA Hospitalar Dr. Waldomiro de Paula é uma unidade da Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo gerenciada em parceria com a SPDM/PAIS, organização social de saúde