Copa Família Iguaçu

UBS Iguaçu promove campeonato com crianças da comunidade

Copa família iguaçu 2018
 
A rede do gol, a quadra e ao fundo a comunidade do Iguaçu
 
Nos meses de junho e julho a seleção brasileira entrou em campo para disputar a Copa do Mundo 2018, e os pequenos do Projeto Família Iguaçu também rolavam a bola na quadra da comunidade para disputar o primeiro campeonato de futebol organizado pela Unidade Básica de Saúde (UBS) Iguaçu e pelo Programa Ambientes Verdes e Saudáveis (PAVS).

O Projeto nasceu graças à luta do Conselho Gestor que, no ano de 2014, conseguiu a construção de uma quadra poliesportiva dentro da comunidade. No ano de 2015 a ação saiu do papel e, desde então, todas as terças e quintas-feiras 75 crianças são treinadas e acompanhadas no espaço esportivo.

“Ao montar o Projeto, observamos que a comunidade, principalmente as crianças, gostavam muito de futebol e, por ser tratar de um local muito carente, existem seus problemas sociais. Quando entra o Projeto, um novo horizonte se abre para esses pequenos por meio do esporte, dessa maneira criamos vínculo e promovemos a cultura de paz”, declara Ruteneia Alvares da Silva, Agente de Promoção Ambiental da UBS Iguaçu.

Há um técnico voluntário que comparece nos dias dos treinos para orientar essas crianças que demonstram tanta paixão pelo futebol, e nos dias que aconteceram os jogos do torneio, foi ele o responsável por apitar todos os jogos. Paulo Cesar Dias, é conhecido entre os envolvidos no projeto pela sua disciplina e dedicação, características que ajudam as crianças dentro e fora de campo.

O Projeto implica diretamente no acompanhamento e no desenvolvimento da saúde dos pequenos, que possuem entre 7 e 14 anos, idade em que acabam se distanciando da unidade e a Estratégia Saúde da Família (ESF) vem para resgatar esse vinculo com as crianças e jovens da comunidade.

Os Agentes Comunitárias de Saúde, que fazem parte da ESF, ao longo do projeto conseguiram identificar mudanças de comportamento desses jovens, onde em 2018, com os bons resultados, o planejamento da equipe anual estabeleceu como prioridade o trabalho com este público, desenvolvendo atividades de promoção, prevenção e acompanhamento desses “atletas”.

“Este projeto visa planejar ações de impacto sobre as condições de saúde das crianças. Dessa maneira, levando a diminuição da depredação dos espaços públicos, e nesse processo concreto podemos identificar a mudança de comportamento das crianças, onde hoje elas se preocupam com a conservação do único espaço de lazer que existe na comunidade, a quadra poliesportiva – aonde anteriormente era um ponto viciado de lixo. Muito gratificante vivenciar esta mudança”, declara Cristiane Santos da Silva, Gerente da UBS Iguaçu.

Como na Copa do Mundo, o campeonato terá seus vencedores premiados ao final das disputas, com direito a medalhas pela atuação. Agora é torcer para que a união entre esporte e saúde vença.
 
Botão Suport