Fórum de Gerenciamento de Resíduos da STS Mooca/Aricanduva

Unidades de Mooca/Aricanduva apresentam experiências exitosas em PGRSS
 
 
pgr1
 
Analistas Ambientais falam ao público presente no Fórum
 
 
O evento teve como objetivo divulgar as ações em Plano de Gerenciamento de Resíduos em Serviços de Saúde (PGRSS) realizadas pelas unidades, a fim de valorizar as iniciativas locais e promover a troca de experiências entre os profissionais.

As ações apresentadas são resultado do trabalho realizado ao longo de um ano, tendo como base a Resolução RDC nº 306 da Anvisa, que aborda o regulamento técnico para o gerenciamento de resíduos na área da saúde.

Com o importante apoio da Supervisão Técnica de Saúde (STS) Mooca/Aricanduva, as adequações preconizadas no documento foram realizadas por meio das Comissões de Sustentabilidade de cada equipamento de saúde. Trata-se de grupos formados em cada unidade, compostos de profissionais de todos os setores e que ficam responsáveis por acompanhar e fazer valer o PGRSS. 
 
 
pg2
UBS Belenzinho apresenta o PGRSS de sua unidade
 
 
Para isso, os integrantes das Comissões passaram por capacitações sobre esse tema – ministradas por Analistas Ambientais da SPDM/PAIS – e, mediante o conhecimento adquirido, foi possível implementar as adequações necessárias.

“Foi gratificante ver o empenho das unidades para se adequarem ao gerenciamento de resíduos da saúde, o que se demonstrou através das apresentações no Fórum”, afirma Elaine do Carmo, Analista Ambiental da SPDM/PAIS.
 
 
pgr31
 
 
 
A formalização do fluxo interno no que diz respeito à organização e ao descarte dos resíduos, a identificação de lixeiras e abrigos, e o estabelecimento de rotas e horários para coleta interna foram algumas das melhorias decorrentes da implantação do PGRSS.

Essas e outras ações exitosas foram apresentadas durante o Fórum, e o intuito é que a troca de experiências sirva de inspiração para outras unidades, ampliando o conhecimento e as adequações do gerenciamento de resíduos em serviços de saúde. 
 
 
pgr4
Equipe composta de profissionais da SPDM/PAIS e da STS, responsável pelo PGRSS nas unidades
 
 
“O Fórum permitiu o aprendizado participativo e a troca de experiências entre as unidades, além de motivar a todos para as atividades com sustentabilidade nas unidades de saúde”, conclui Pollyanna Asbahr, Analista Ambiental da SPDM/PAIS.