Sempre é tempo de parar

AMA H Ermelino Matarazzo incentiva usuários a abandonar o cigarro
 
 
AMAH
 
Profissional observa mostra informativa sobre tabaco
 
 
No mês em que acontece o Dia Nacional de Combate ao Fumo (29 de agosto), a AMA Hospitalar Ermelino Matarazzo – Alípio Corrêa Netto promoveu uma exposição informativa no espaço da unidade, com direito a panfletos, painel e cartazes ilustrativos.

Nos materiais expostos, as informações sobre um inimigo bastante conhecido: o cigarro e as cerca de 4.700 substâncias tóxicas que o compõem. Os prejuízos à saúde causados pelo fumo ganharam destaque na mostra, uma vez que, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o tabagismo é considerado a principal causa de morte evitável no mundo e está relacionado a mais de 50 doenças.

E não são apenas os fumantes os prejudicados; quem convive com um tabagista também corre riscos. Segundo o Ministério da Saúde, sete não fumantes morrem por dia por causa do fumo passivo
 
 
AMAH21
 
Profissionais da AMA com material da exposição                 
 
 
A divulgação do Disque-Saúde (136) também fez parte da ação, por ser um canal de comunicação em que o usuário consegue informações sobre o Programa de Controle de Tabagismo no Brasil – oferecido gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS) nas Unidades Básicas de Saúde (UBS).

Para participar do Programa, basta comparecer na UBS mais próxima de sua residência portando o RG – a equipe orientará sobre os próximos passos rumo ao abandono da dependência.

Além da exposição das informações, os usuários da AMA H Ermelino Matarazzo receberam orientações pessoalmente e puderam tirar suas dúvidas com a equipe multiprofissional da unidade, bem como compartilhar as próprias experiências.

“Fumei durante 12 anos, e aos 27 foi a última vez que tentei parar de fumar. Hoje [com 47 anos], estou há um ano e seis meses sem fumar. Estou conseguindo na sexta tentativa. O cigarro é extremamente vicioso, e acredito que todos que fumam são escravos dos cigarros. Cigarro engana, cigarro mata. Vamos beber muita água e caminhar todos os dias pensando positivo e pedindo a Deus forças para combater o mal e querer vencer”, declara a usuária Maria da Conceição Ferreira.