Nossa história

A SPDM-Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina, uma das maiores entidades filantrópicas de saúde do Brasil, atuante em vários estados, com a vocação de contribuir para a melhoria dos serviços médicos prestados à população, gerencia unidades hospitalares e ambulatoriais construídas e equipadas pelo Estado e por alguns municípios, tendo como objetivo levar o que há de mais avançado em conhecimento médico.

Fundada em 1933, é dirigida por um Conselho Administrativo eleito pela Assembleia Geral dos Associados, de acordo com o seu Estatuto Social.

Nesses anos, desenvolveu atividades direta e indiretamente relacionadas à saúde em muitas cidades do País, destacando-se o projeto Parque Nacional do Xingu, em diversas regiões do Amazonas e do Nordeste brasileiro. Sua unidade pioneira é o Hospital São Paulo -  Hospital Universitário da UNIFESP. Também gerencia serviços e organizações de saúde de diversas instituições públicas, através de convênios ou contratos de gestão e ,participa de projetos de saúde de todos os níveis.

 
Foto nossahistoria1 Foto nossa históri 2 nossa historia3
                  Escola Paulista de Medicina                                         Inauguração UNIFESP                                       Foto atual do Hospital São Paulo

O Programa de Atenção Integral à Saúde (PAIS) iniciou suas atividades no ano de 2001, no município de São Paulo, então com o nome de Programa de Atenção Básica e Saúde da Família (PABSF). Atualmente, o PAIS atua em parceria com secretarias municipais de Saúde para o gerenciamento de programas e serviços do Sistema Único de Saúde nos níveis da Atenção Primária, Secundária e Terciária.

O PAIS tem como objetivo garantir mudanças nos indicadores e na qualidade de vida da população, pautado, entre outros, pelos princípios da integralidade e da equidade, com uma visão estratégica da gestão dos serviços de saúde, definida em um processo de aprimoramento contínuo. Neste contexto, O PAIS contribui para a implantação e para o gerenciamento de programas de saúde e capacitação dos profissionais na busca de criar condições para construção de um modelo de Atenção à Saúde participativo e solidário.